segunda-feira, 20 de abril de 2009

O turista, o morador e o arquiteto


Três miradas bastante distintas. Eis algumas diferenças:

- O turista não quer saber de lugares feios nem onde eles ficam;
- O morador sabe muito bem, se desloca naturalmente pela cidade, porém não os procura;
- O arquiteto gosta tanto do feio como do bonito. Olha para o feio com o olhar transformador.

- O turista vai pra Barceloneta e come paella nos piores restaurantes da orla;
- O morador vai à praia mas não come a paella;
- O arquiteto passa pela Barceloneta e segue adiante. Entra naquela rua horrível na qual só vai o ônibus, só pra ver o que tem lá.

Depois desta teoria rasamente resumida, apresento a minha proposta para o feio que ninguém reclama: a frente marítima da bela cidade de Barcelona.

- Edifícios e oficinas do porto, esses vários prédios horrendos que fecham a vista para o mar:

DEMOLIR!
Demolir tudo e construir somente o indispensável, com toda a competência de um arquiteto catalão, e com o cuidado que o Mediterrâneo merece.

Ah, o centro esportivo, elegante edifício, esse pode ficar...

Um comentário:

Flavia disse...

Voce foi na Fira barcelona?

Teve alguns projetos de arquitetura interessantess endo exibidos por lah.


http://www.firabcn.es/